Adaptação infantil fora do Brasil

6 de outubro de 2017






Falaremos um pouco hoje de um assunto que preocupa muitos genitores, mas que não è de grande dificuldade: adaptação das crianças, neste caso específico falaremos da adaptação na Italia, mas acreditamos que este exemplo que daremos serve para varios países e para varias idades. Sabemos que a criança tem por natureza a facilidade de adaptação, o que muitas vezes atrapalha é a falta de preparação, o medo e a dificuldade dos pais.

Colocamos um caso real como exemplo: Uma criança de 4 anos que tem como lingua materna o Português,
nasceu una Italia mas com 1 ano foi para o Brasil e iniciou sua alfabetização lá, os pais Brasileiros que viveram muitos anos na Italia, ou seja, falam português e italiano com precisão. Fizemos algumas perguntas aos pais e em seguida colocamos nossa opnião.



1          .     Vocês (pais) tiveram medo da dificuldade de adaptação da criança antes de voltar á Italia?
Sim, tivemos um pouco de medo porque ele já estava na escolinha no Brasil, estava aprendendo o português e já não lembrava das pessoas que tinham ficado aqui na Italia.
Opinião: O medo é normal, mas deve ser controlado para não ser passado para a criança, pois a criança com medo pode ter maior dificuldade em se adaptar a uma nova realidade.

2          .     Como foram as primeiras semanas da criança na Italia, em relação ao idioma e rotina?
Para ele foi tudo novo, as pessoas, a comida, o idioma, o lugar diferente onde brincar e até mesmo as roupas. Em relação ao idioma tivemos um pouco de dificuldade e forçamos um pouco com ele, pois ele sabendo que todos os familiares falavam português ele não sentia a necessidade de aprender o novo idioma.
Opinião: Os pais devem incentivar a criança a aprender, deve aprender junto com os filhos, buscar estudar um pouco o idioma tanto para se adaptarem também quando para apoiar a criança nas dificuldades e ensinar dentro de casa.

3         .     Como os pais incentivaram a criança á falar o italiano e o que ajudou a aprender o idioma?
Nós começamos a falar e a traduzir as coisas, falamos que agora ele estava na Italia e teria que aprender italiano, começamos a procurar musicas infantis, ele começou a assistir desenhos, mas ele melhorou mesmo quando começou a ir para a escolinha.
Opinião: Acreditamos ser importante mostrar para a criança a realidade, que agora, estando em outro país, deve se adaptar. Musicas infantis e desenhos são de grande utilidade para se aprender um novo idioma, inclusive para adultos, pois mostram a linguagem limpa, sem vicios, girias, e usam palavras corriqueiras.

4           .     Como foram as primeiras semanas na escola? Depois de quanto tempo da chegada a criança foi á escola?
Chegamos em novembro e ele começou a ir na escolinha em Janeiro, começou a ter um contato real com o italiano, onde ele precisava se virar para ter o que ele queria, então depois de um mes e meio a dois meses ele ja estava falando bem o italiano.
Opinião: O ano letivo na Italia começa em setembro e termina em junho, mas é interessante dar a criança a criança um tempo para assimilar o que está acontecendo. È praticamente unanime a opnião de que a criança se desenvolve mais e melhor depois que inicia a escola, e começa a ter contato com “nativos”, inclusive nós adultos nos desenvolvemos melhor depois de iniciar um contato com quem fale o novo idioma.

5         .     Em cerca de quanto tempo a criança já conseguia se comunicar em italiano?
Cerca de um mes e meio a dois meses.
Opinião: A criança tem facilidade de aprender, não possui vicios de linguagem, e tem curiosidade diante de coisas novas.

6          .     Qual foi a maior dificuldade de adaptação?
A escolinha, pelo motivo falado anteriormente.
Opinião: Situações novas podem assustar a criança no começo, mas a curiosidade infantil faz a criança se desenvolver sozinha, devemos lembrar que neste caso não é apenas a adaptação da criança, mas também da escola, dos professores, das outras crianças…

7         .     Quais dicas você daria para quem vem do Brasil com Criança?
Uma dica que eu daria para quem vem do Brasil com criança em qualquer idade é ter muita paciencia, encontrar a escola certa que de o suporte que a criança precisa para enfrentar esse novo mundo, pois é completamente diferente do Brasil.
Opinião: Acreditamos ser importante tambem a preparação dos pais, tanto com o interesse em aprender a língua, quanto psicologicamente. Buscar escolas com poucos alunos também è interessante pois assim os professores serão mais disponíveis para dar a atenção necessária ao novo aluno.

8          .     Como a criança foi recebida pelos professores e colegas?
Ele foi recebido muito bem pelos professores, como a escola de onde eu moro é pequena, eles conseguiram seguir passo a passo do meu filho com o Italiano. Já com as crianças foi ao contrario, eles não queriam brincar com ele porque o meu filho não entendia o que eles falavam, mas logo depois que ele aprendeu a se comunicar ele fez amizade com todos.
Opinião: Os pais também precisam acompanhar de perto a criança, para fazer ela entender a posição das outras crianças, e ter uma boa comunicação com os professores para entender o que está acontecendo.


Acreditamos que essas situações,  acontecem em qualquer adaptação em um novo país, não apenas na Italia, mas é uma fase passageira para as crianças, elas se adaptam muito facilmente e  aprendem tudo muito rapido. Nós adultos que precisamos ter atenção e dar o apoio necessário aos filhos, para isso è importante se informar bem sobre a cultura, aprender um pouco do idioma, ter paciencia com os filhos e não expor os medos a ele.


Esperamos ter tirado algumas dúvidas, caso tenha alguma pergunta a respeito da adaptação, cultura, rotina ou outra curiosidade, pode nos enviar por email para: raizesitalianas@gmail.com que tentaremos responder em posts futuros.


Fonte da imagem: <a href="http://br.freepik.com/vetores-gratis/elementos-de-tinta-vetor-escola_726773.htm">Projetado pelo Freepik</a>

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo