ALCACHOFRAS

26 de junho de 2014




Hoje incrivelmente me deparei com uma inteira plantação de alcachofras que não tendo sido colhidas desabrocharam em maravilhosas flores azuis. Aqui na Italia é muito apreciada, o periodo de produção, que aqui vai de Março a Maio, já passou e se um italiano quiser comer alcachofra fresca deverá esperar até Outubro.

Mas no Brasil está chegando a época: inicia em Julho. Talvez não seja uma ortaliça muito popular (ao menos na minha casa não era) mas é muito elegante. Pense que refinado comer o botão de uma flor...



Se você nunca provou e precisa de um incentivo saiba que no livro Afrodite - contros, recitas e outros afrodisíacos a escritora chilena Isabel Allende incluiu a alcachofra na listas dos vegetais afrodisíacos: "Diz-se das pessoas evolvidas em muitos amores que elas tem um coração de alcachofra, porque repartem folhas a torto e a direito. Se come lentamente e usando as mãos: tem um quê de ritual no ato de desnudar uma alcachofra privando-a das pétalas uma por uma para depois umidece-las em um molho de azeite, limão, sal e pimenta-do-reino e condividir as pétalas com a amante." [Esta é uma tradução feita por mim, ainda não lí a edição em portugues]


É a primeira vez que encontro um campo com a colheita abandonada, os italianos desde muito jovens aprendem o período certo de plantar, colher, consumir e conservar os frutos que a terra produz. Durante a safra a qualidade é ótima, e com a abundncia o preço fica baixo, Julho por exemplo é o mes da melancia, o calor, a cor, o perfume e o precinho convidam todos a provarem o produto di stagione. O unico problema é que quando termina a safra não se encontra o que abundou... Mas é aí que entra a grande criatividade da culinaria italiana. Cada região tem mil modos diferentes de preparar e conservar um mesmo alimento. Se voce (como eu)  gosta de cozinhar deve absolutamente conhecer a culinaria italiana. Prometo dividir com voces as recitas que aprendi com le nonne. Até breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo